terça-feira, 8 de setembro de 2015

A laranja mais alta da árvore



    Sempre achei que as melhores laranjas estavam no topo das árvores, sempre me quis esforçar para as apanhar. Às vezes nem sempre dei valor aquelas que já tinham caído...às tantas fiz mal. Nem sempre apanhei aquelas que estavam mais ao meu alcance. Fui apanhando uma laranja aqui e outra acolá até chegar aquela que eu queria. Aquela que tanto namorava. Talvez por toda a gente dizer "não vais chegar lá, está muito alta", "és muito baixinha, não vais conseguir apanhá-la". Gosto de apanhar laranjas que estão no cimo das árvores e gosto de ter sempre uma mais alta para apanhar.       Quem disse que elas estão lá em cima para se esconder de nós é porque nunca tentou mesmo ter força para as apanhar. Leva-se o cesto cheio de nada e volta-se com o cesto cheio de tudo, se quisermos. Se amarmos o que fazemos e o quisermos fazer bem e sempre melhor. Sem nunca desistirmos. Sem nunca deixarmos de tentar chegar ao cimo da árvore. Sem nunca deixarmos de tentar pegar naquela laranja que tanto nos faz querer comê-la e saboreá-la. 

Que as laranjas nunca acabem

Ana Marisa 

Um comentário:

umpoucodemim disse...

és como eu! O mais dificil e sempre o mais apetecido!