sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Laranja descascada







Estão quase, quase, quase, quase a chegar os tão esperados dias de férias. Como disse aqui há uns dias, férias, para mim, é sair da rotina, do ambiente e dos sítios em que estou o ano inteiro. Ir descobrir novos lugares, novas pessoas...tirar muitas fotografias e aproveitar esses dias com a família. Este ano vai ser como a maioria dos restante: nós e uma autocaravana, por aí. Sou uma sortuda por fazer férias deste modo e sei que é o sonho de muitas pessoas. Eu adoro e hoje em dia já temos quase todas as comodidades que temos em casa ou num hotel. A benesse é que corremos o país e as praias "todas", estando hoje num sítio e amanhã noutro. Estou curiosa para descobrir novas praias este ano, conhecer novos sítios ou revisitar sítios, desta vez com o meu irmão, que não conhece tanto quanto eu conheço. O grande plano (e, talvez, o único traçado) é ir ao Zoomarine. Nunca fomos e vai ser um dia muito bem passado, aposto! Tenho alguns desafios para as férias que ainda não sei como vou concretizar (depois penso nisso) mas vou trazer imensas recordações destas férias. O bloco de notas e o telemóvel (para tirar fotografias) vão ser os meus melhores amigos. Estarei mais pelo meu Instagram, onde poderão ver alguns momentos do meu dia. A todos os que, tal como eu, ainda estão a começar as suas férias, desejo tudo de bom e muito divertimento! Cuidado com o sol, por favor. Muito suminho de laranja para todos. Beijinhos e até Setembro! 

Ana Marisa 

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Isto só mesmo à laranjada é que vai lá...




 Sempre fui uma miúda crescida para a minha idade: sempre preocupada com tudo, sempre atenta, curiosa, a querer saber como funcionavam as coisas, a querer formar a minha independência, mas, ao mesmo tempo, a ser sempre humilde e a aprender com o que os outros tinham para me ensinar. Hoje aproveito mais a minha infância do que aquela que tive. Mas não acho que seja mau. Deu-me traquejo e ensinamentos para a viver nesta fase mais tardia. Mas, o que me incomoda muito é as pessoas estarem sempre à espera umas das outras. Estarem agarradas a alguém para fazer isto ou aquilo. É mau para elas, porque não crescem nem aprendem a desenrascarem-se, mas também é (muito) mau para as pessoas que as rodeiam. Irrita-me. Tira-me do sério que me peçam favores quando sei que têm capacidade suficiente para fazerem as coisas. Não há necessidade de estarmos à espera dos apontamentos dos nossos colegas da faculdade se os podemos ter. É um abuso. As pessoas abusam e ainda se acham donas da razão. Irritam-me, repito. Apetece-me mandar-lhes com uma laranja à tola. Mas pronto. Eram mal empregadas.

Ana Marisa 

domingo, 10 de agosto de 2014

Das laranjices


Eu e os meus gatos somos inseparáveis. Eu preciso mais deles que eles de mim. São animais tão adoráveis, tão calmos, tão misteriosos, tão observadores. Há quem não os suporte por isso mesmo, por serem inconstantes ou imprevisíveis. Tenho quatro. Pai, mãe e dois bebés de um ano. Bebés...serão sempre bebés. Os meus bebés. Todos. Sei dar-lhes amor e carinho e enchê-los de mimo. Recebo sempre algo em troca: lambidelas, a roupa cheia de pêlo, o ronrom deles. Tão bom. E "perco" imenso tempo sentada nas escadas a observá-los ou simplesmente à espera que venham encostar o nariz a mim em jeito de "deixa-me sentar aí ao teu colo". Não sei se é bom ou se é mau, ou se faz alguma diferença, mas um deles é louco por lamber a minha colher do café, depois de eu o mexer. E já é rotina. Hoje deliciei-me com a Bunny, a mãe. É a mais "não me toquem", "deixem-me em paz" mas também é a que tem momentos de carência mais frequentes e mais fofos. Tirei-lhe umas fotos engraçadas e vou partilhar aqui. Porque gosto mais do blogue com cores das fotografias.  






Ana Marisa 

sábado, 9 de agosto de 2014

Laranjas ao léu

Não há nada melhor que férias. Quando digo "férias", digo um tempo longe da rotina, do espaço em que estamos habitualmente, longe das mesmas pessoas e das mesmas coisas. Isso sim, são férias. Para mim. As minhas estão quase a começar e mal posso esperar. Ando a planear tudo, o que levar, os sítios onde quero ir, o que quero comer, o que quero provar, o que quero trazer de recordação. Vou tentar ter toda a paz e serenidade que tanto preciso e que tanto mereço. Têm sido tempos atribulados, estes. Nesta pré-semana de férias ando sempre em volta do Pinterest a ver coisinhas que me inspiram e a entrar no modo férias. Deixo aqui algumas fotografias que selecionei, inspirem-se também! Bom Verão!









Ana Marisa

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

A laranja da vizinha é (sempre) melhor que a minha



Também é verdade que as laranjas dela são melhores que as minhas. Também? Onde já se viu começar um texto por "também"? Enfim. As da vizinha são realmente mais docinhas porque as laranjeiras dela são mais antigas que as minhas. Maiores. Que tamanha incoerência. A vida normalmente fica mais amarga à medida que estica e que os anos vão passando, não é? Eu quero acreditar que não. As laranjeiras ajudam a acreditar. As minhas laranjas são boas para fazer sumo, porque, apesar de amargas, são em bastante quantidade. As da vizinha têm mais caroços. Devem ser as rugas. É isso. Só pode ser isso. Sinto que (me) falta qualquer coisa e não sei bem o que é. O tempo o dirá, eu espero. Até lá continuo a comer das minhas laranjas e das da vizinha. Como me apetecer. 

Ana Marisa